Ignorar é a forma mais elegante de se defender da maldade. (Fernanda Estellit)

sábado, 17 de novembro de 2018

Debate entre os candidatos à presidente da OAB do Sobral será segunda-feira


Na próxima segunda-feira, dia 19, o Teatro São João de Sobral será palco de um confronto inédito. Alexandre Linhares e Rafael Ponte, candidatos à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil Subsecção Sobral, estarão frente a frente em um debate promovido pela página S1 News. A mediação será do jornalista Wandick Mesquita.
O debate que terá início às 20 horas e será transmitido ao vivo pela página do S1 News no Facebook (facebook.com/s1newsrn), pelo site oficial (www.s1news.com.br) e através da Rádio Paraíso FM 101.1, em uma parceria inédita.
O evento é aguardado com bastante expectativa por todo o meio jurídico da zona norte do estado, bem como pela sociedade em geral. Estarão presentes na plateia, advogados, promotores de justiça e convidados de ambas as chapas.
Os veículos de imprensa que desejarem fazer a cobertura do debate bem como obter mais informações, devem procurar a organização do evento através do telefone (88) 9626-4204.
Atenciosamente,
Victor Mesquita
Redação S1 News

Dinheiro liberado para o Lago de Fronteiras

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB-CE), afirmou no início da noite desta sexta-feira (16), por meio das redes sociais, a liberação de R$ 33,7 milhões para as obras da barragem do açude Lago de Fronteiras, em Crateús, no sertão cearense, a 350 quilômetros de Fortaleza.
No final do ano passado, a obra havia sofrido contingenciamento no valor total de R$ 170 milhões.

Na Assembleia Legislativa - Debate entre presidenciáveis da OAB-CE será dia 23


A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa promoverá um debate entre os candidatos à presidência da OAB-CE, no Auditório Murilo Aguiar, na próxima sexta-feira, 23, às 16 horas. O evento será transmitido, ao vivo, pela TV e Rádio FM Assembleia.
A realização do debate atende a requerimento apresentado pelo primeiro secretário da Casa, deputado Audic Mota (PSB). O pleito da OAB está marcado para o dia 28 deste mês.
Um encontro foi realizado na manhã desta sexta-feira, 16, com a presença de representantes das chapas, presidência da comissão eleitoral, assessores técnicos legislativos da CCJ e da Primeira Secretaria da AL. Na ocasião, foram definidas as regras, a participação do público, o local, a data e o horário do debate.
Estiveram presentes a presidente da comissão eleitoral, Clara Petrola, e os representantes dos presidenciáveis Edson Santana (chapa E-nova OAB), Erinaldo Dantas (chapa Somos todos OAB), Roberta Vasques (chapa Reage OAB) e Regina Jansen (chapa A Ordem é Renovar).
Para o deputado Audic Mota, “a eleição da OAB interessa a toda sociedade cearense e a Assembleia participará como mediadora, representando um Poder que zela o trato dos temas mais relevantes para o nosso povo”.
A presidente da comissão eleitoral, Clara Petrola, ressaltou o momento desta manhã como essencial para verificação da regularidade e da isonomia na definição das regras do debate a ser realizado. “Eu acho de grande importância, pois a Assembleia é um meio de grande visibilidade, de grande audiência para os candidatos debaterem suas ideias”, pontuou.

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Será nesta sexta-feira na Câmara de Vereadores de Sobral

A Câmara Municipal de Sobral realizará Audiência Pública, na próxima sexta-feira (16), às 10h, no Plenário 05 de Julho, onde debaterá “A instituição da Planta Genérica de Valores Imobiliários para fins de lançamento do IPTU – Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana”, objeto do Projeto de Lei Complementar nº 073/2018, Mensagem nº 638, de autoria do Poder Executivo Municipal.

A Comissão de Justiça e Redação que dirigirá os trabalhos aguarda um bom número de pessoas na Audiência visto que desperta um grande interesse por parte dos construtores e proprietários de imóveis, bem como dos cidadãos e cidadãs locatários.

Médicos começam a voltar para Cuba após rompimento com o Brasil


Os profissionais cubanos do programa Mais Médicos já começaram a voltar a Cuba, anunciou nesta quinta-feira, 15, a Agência Cubana de Notícias (ACN). 

O retorno acontece após o governo cubano romper com o Brasil. O rompimento aconteceu, segundo Havana, devido a declarações "ameaçadoras e depreciativas" do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) sobre os profissionais e o programa.

A ACN divulgou que 196 médicos voltaram ao País "contentes por terem cumprido totalmente a missão internacional no Brasil, mas também preocupados com o destino que aguarda este povo com o novo presidente eleito". Os médicos, ainda conforme a ACN, estavam há três anos no Brasil. Eles foram recebidos no Aeroporto Internacional José Martí por representantes de várias instituições cubanas.

Uma das médicas entrevistadas pela ACN, Marianela Leyva Rodríguez, que estava na Bahia, disse que foi correta a medida adotada pelo governo cubano "pois não podemos negociar nossos princípios", mas se mostrou triste por deixar para trás a comunidade que atendia. Ela afirmou que era a única profissional médica que acompanhava os moradores.

Com informações, O Povo.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Lula presta depoimento em Curitiba no processo do sítio de Atibaia


O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será interrogado hoje (14), a partir das 14h, em Curitiba. Ele será transportado de carro da carceragem da Superintendência da Polícia Federal onde está preso, desde abril, para a sede da Justiça Federal, ambas na capital paranaense. Será a primeira vez que ele deixará a superintendência em sete meses.
Lula vai depor em um dos processos da Operação Lava Jato relativo ao sítio Santa Bárbara de Atibaia (SP). A juíza federal substituta Gabriela Hardt vai conduzir a oitiva.
O ex-presidente foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro em outro processo, o caso do triplex em Guarujá (SP).
Gabriela Hardt, da 13ª Vara da Justiça Federal, substitui o juiz federal Sergio Moro, que aceitou ser ministro da Justiça do governo eleito Jair Bolsonaro. De férias e informando que irá pedir exoneração do cargo, Moro é substituído por Hardt.

Caso
O ex-presidente foi denunciado por recebimento de propina das construtoras OAS e Odebrecht. Outras 12 pessoas também estão denunciadas no processo. Lula nega as acusações e diz não ser dono do sítio. De acordo com as investigações, foram feitas reformas e melhorias no patrimônio.
Pelas investigações, as reformas no sítio começaram após a compra da propriedade pelos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, amigos de Lula. No laudo elaborado pela Polícia Federal, em 2016, os peritos citam as obras que foram realizadas, entre elas a de uma cozinha avaliada em R$ 252 mil.
A estimativa é de que tenha sido gasto um valor de cerca de R$ 1,7 milhão, somando a compra do sítio (R$ 1,1 milhão) e a reforma (R$ 544,8 mil). A defesa de Lula sustenta que a propriedade era frequentada pela família do ex-presidente, mas ele não é proprietário do sítio.
O empresário José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente da República, e réu por lavagem de dinheiro na mesma ação penal deverá ser interrogado hoje também.

MPCE pede afastamento do secretário Júlio Cesar e a devolução de R$ 600 mil para os cofres públicos de Sobral


O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), em Sobral, através do Promotor de Justiça Irapuan da Silva Dionízio Júnior pediu o afastamento do secretário Municipal de Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (SDHAS), Júlio César da Costa Alexandre, e a devolução de R$ 600 mil aos cofres públicos.
Segundo a ação do MP, Júlio César exercia acúmulo indevido de cargos públicos em gestões anteriores, trabalhando, ao mesmo tempo, como professor da Universidade Vale do Acaraú, professor municipal e secretário de Educação.
Júlio César se elegeu vereador em 2016, se licenciou do cargo e assumiu desde janeiro de 2017 a SDHAS.
Segundo a ação da promotoria o secretário cometeu crime de improbidade administrativa previsto no artigo 9º da lei federal 8.429/92, ainda segundo o MP, Júlio Cesar praticou possível ato de enriquecimento ilícito, “este utilizou-se do cargo de Secretário de Educação para se beneficiar, efetuando seus próprios pagamentos no cargo de professor, mesmo sabendo que não estava em sala de aula. O disposto até aqui já é suficiente para se concluir que o demandado, em evidente ato de improbidade, causou lesão ao erário, bem como se enriqueceu ilicitamente, devendo ressarcir o referido dano causado”, disse o Promotor na ação.
Por fim o Promotor de Justiça pede o afastamento imediato do secretário do cargo e a devolução do dinheiro recebido indevidamente.

Com informações, Tribuna dos Vales

DÚVIDA?

DÚVIDA?