Ignorar é a forma mais elegante de se defender da maldade. (Fernanda Estellit)

sábado, 28 de março de 2015

APÓS DECISÃO FCF QUER MANTER O FORTALEZA NA SEMIFINAL


    O futebol cearense se envolve em mais uma polêmica. A 1ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol do Ceará (TJDF-CE) decidiu, ontem, excluir o Fortaleza do Estadual 2015 pelo fato do clube ter entrado na Justiça Comum em 2002 no caso ‘David Madrigal’, infringindo artigo 231 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJF). A Federação Cearense de Futebol (FCF) não perdeu tempo e entrou com pedido de efeito suspensivo da decisão que aconteceu em 1ª instância.
    “A FCF não medirá esforços para defender o interesse do seu filiado, no caso, o Fortaleza. Entramos como terceira parte interessada. A nossa avaliação é que o campeonato precisa ser disputado dentro de campo. A decisão (do TJDF) é inoportuna porque nos encontramos na véspera de uma decisão de semifinal do Estadual”, analisou o diretor do Departamento Jurídico da Federação Cearense de Futebol, Eugênio Vasques.
     O diretor jurídico da FCF acrescentou que a decisão de excluir o Fortaleza do Campeonato Cearense 2015 traria outros prejuízos. “Afastar o clube neste momento iria gerar prejuízos para os atletas e comissões técnicas que, hoje, estão concentrados para uma fase semifinal. Atrapalha até as emissoras que detêm os direitos de transmissão. Prejudica a organização do campeonato como um todo”, ressaltou Eugênio Vasques.
    RODADA MANTIDA
    Confirmado o efeito suspensivo, a tabela de jogos das semifinais do Campeonato Estadual será mantida. O Guarani de Juazeiro faz o primeiro jogo semifinal contra o Ceará, dia 4 de abril, no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, enquanto o Fortaleza recebe o Icasa, dia 5 de abril, na Arena Castelão.
A decisão da 1ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol do Ceará cabe recurso ao Pleno do TJDF. Hoje, a diretoria do Fortaleza deve anunciar que vai recorrer ao Pleno. Levando em conta o histórico de idas e vindas no processo que envolve o questionamento do título estadual de 2002, que coube ao Ceará, ainda há muita disputa jurídica pela frente.
    De acordo com o auditor do TJDF-CE, Antônio Rodrigues, o primeiro passo a ser adotado pelo clube é entrar com um pedido de efeito suspensivo. “O melhor que o Fortaleza pode fazer no momento é pedir ao Tribunal (TJDF-CE) que reaprecie a matéria, pedindo efetivo suspensivo para o pagamento da multa e da punição de exclusão do Campeonato. Como se trata de uma questão que envolve direito subjetivo, o natural é que o presidente do TJDF-CE conceda a liminar”. (O Povo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DÚVIDA?

DÚVIDA?