Ignorar é a forma mais elegante de se defender da maldade. (Fernanda Estellit)

sábado, 24 de setembro de 2016

Blog WILSON GOMES recebe Denúncia transporte universitário



 “Olá!
Venho através deste, fazer uma denúncia sobre os transportes universitários de Jaibaras. Há anos atrás no devido local, havia apenas um ônibus para deslocar todos os estudantes de todas as universidades,  o ônibus ia e vinha lotado, devido ao grande número de estudantes, colocando em risco a vida  daqueles que ali estavam.
Então, no inicio deste ano foi liberado através da prefeitura de Sobral mais um ônibus, sendo dois ônibus, um que leva os estudantes do Inta e Uva, e outro os alunos do IFCE e cursos técnicos entre outras faculdades. No inicio tudo ocorria bem ia os dois ônibus, tudo certinho.
Depois que a Uva entrou em greve está indo apenas um ônibus, os motoristas revezam entre eles o dia em que um vai e outro não. Isso não é certo, se foi liberado os dois ônibus o correto é ir os dois e não apenas um, quer dizer que eles estão trabalhando sem ganhar?
Denúncias já foram feitas na prefeitura, mas até agora não tomaram nenhuma providência, então resolvi vir até aqui para expor minha indignação. Sem falar que os motoristas tem o dever de esperarem até às 22:00 horas,  é a hora certa que terminam todas as aulas, só que eles antes de 22:00 já estão recolhendo os alunos para vir embora, não podemos assistir a aula até o final, pois corremos o risco de perder o carro, porque eles não esperam por ninguém".

Desde já grata por sua atenção!

Nota de repúdio do PSol de Sobral


Comunidade do Boqueirão recebe nova estrada com pavimentação asfáltica


A Prefeitura de Sobral inaugurou, na quinta-feira (22), a nova Estrada do Boqueirão, que liga a localidade a sede de Sobral. A obra atende um compromisso assumido pelo prefeito Veveu Arruda junto aos moradores da localidade. “Muito feliz com essa conquista porque estamos atendendo uma antiga reivindicação dos moradores do Boqueirão”,afirmou o prefeito.

Com 11 km extensão, a via recebeu pavimentação asfáltica e sinalizações horizontal e vertical, melhorando a vida de pessoas como a da dona de casa Zuleide. “Depois que essa estrada foi feita melhorou muito pra nós. Graças a Deus. Nós estamos muito felizes e com certeza todos estão. Nós já esperávamos há muito tempo isso e agora já aconteceu”, comemora.

A nova Estrada do Boqueirão também trouxe mais segurança para os estudantes da localidade que diariamente usam o transporte escolar para se deslocar para a sede do Município, como o estudante Helder: “A rodagem foi uma melhoria pra nós estudantes que vínhamos de Sobral e às vezes o ônibus dava o prego, aí vinha andando de lá pra cá. A gente agradece muito por isso!”.

Ameaças, agressões e acusações marcam debate entre candidatos à Prefeitura de Sobral

Ex-aliados e tecnicamente empatados nas pesquisas eleitorais, os candidatos à Prefeitura de Sobral Ivo Gomes (PDT) e Moses Rodrigues (PMDB) protagonizaram momentos de acusações, ameaças e agressões verbais durante debate na rádio Jangadeiro FM, nesta sexta-feira (23). O clima ficou acirrado, com troca de acusações de “corrupto” e “mentiroso”, por ambas as partes, e se estendeu para a militância nas ruas, que atacou candidatos adversários com palavras de ordem, após o encontro.
O debate foi o primeiro via rádio com os três candidatos que têm representação na Câmara dos Deputados. Além de Ivo e Moses, o candidato do PSDB, Dr. Guimarães, participou da discussão e se dividiu no ataque a ambos os oponentes, os quais diz ser “farinha do mesmo saco”.
Após ataques pontuais entre Ivo e Moses, o acirramento no debate se intensificou no final do terceiro bloco, quando o peemedebista questionou Ivo por suposta investigação do Ministério Público referente a suposto desvio de quase R$ 2 milhões do Instituto de Comunicação e Informática da Prefeitura de Sobral, do qual Ivo foi presidente do conselho administrativo. Moses também fez ataques a aliados de Ivo, citando o atual prefeito Veveu Arruda (PT) e os irmãos Cid e Ciro Gomes (PDT), ex-governadores.
“Você é um mentiroso, está mentindo para a população de Sobral. Eu sou sério, não tenho uma mácula. Já passei por vários cargos, nunca tive nenhuma conta desaprovada, nenhuma menção a escândalo, a nada. Aprendi isso com meu pai (José Euclides Ferreira Gomes Júnior), que foi prefeito, com meus dois irmãos que foram governadores e também não têm nenhuma mácula em sua vida pública. Procure dentro da sua casa a corrupção para você poder falar pra fora”, respondeu Ivo. “E eu lhe dou uma dica, procure por ‘aposentadorias da UVA fraudulentas’ e ‘atestados de pobreza fraudulentos’ para você poder vir falar comigo sobre corrupção”, acrescentou.
Apesar do tempo limitado para respostas, réplicas e tréplicas, Moses e Ivo trocaram farpas no estúdio da rádio com os microfones desligados. O apresentador do debate, o radialista Luiz Siqueira, teve de intervir em vários momentos, pedindo que os candidatos controlassem os ânimos.
Em contrapartida a Ivo, Moses disse ter documentos que comprovam as supostas fraudes do adversário e seus aliados.
“O candidato Ivo me chama de mentiroso quando eu digo que o Ministério Público investiga a pessoa dele quando foi presidente do conselho administrativo, com desvio de aproximadamente R$ 2 milhões, no início de 2001, 2002. Sabemos que o Ministério Público também investiga a questão dos garis, quase R$ 40 milhões desviados nas gestões de seus parceiros”, rebateu Moses, durante direito de resposta, citando Veveu e o ex-prefeito e atual deputado federal Leônidas Cristino (PDT). Moses também citou investigação do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Sobral (SAAE) e outros institutos, sem citar nomes específicos.
Ex-aliados

Fora dos microfones, os candidatos ameaçavam divulgar denúncias um contra o outro e faziam referências a escândalos, envolvendo aliados políticos e empresas. Em um dos momentos, Ivo disse que Moses podia fazer as denúncias, mas que o adversário acabaria sendo acusado por ser cúmplice.

A última pesquisa Ibope (TRE-CE 01978/2016), divulgada em 16 de setembro, mostrou Ivo e Moses tecnicamente empatados na disputa, com 40% e 37% respectivamente, considerando a margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.
Ivo é deputado estadual e segue a carreira política da família em Sobral, do qual seu grupo é gestor há duas décadas, desde a eleição de Cid para prefeito, em 1996. Em 2014, foi o deputado estadual mais votado na cidade, com 22,5 mil votos.
Moses é deputado federal e filho do empresário Oscar Rodrigues – diretor das faculdades INTA e dono de outros empreendimentos em Sobral. Ele iniciou a vida pública em 2014, quando foi eleito deputado federal pelo PPS, sendo o mais votado em sua terra natal.
A discussão sobre a antiga aliança entre os atuais oponentes também marcou parte do debate. Moses atacou Ivo, dizendo que o ex-secretário das Cidades do Governo tenta se desvencilhar da imagem do atual prefeito, devido ao alto índice de rejeição de Veveu. Já Ivo afirmou que, em 2012, Moses também pedia voto para Veveu.
“Fui inspetor da Guarda, de 1997 até 2009, inspetor concursado, nunca tive nenhum cargo de comissão, nenhum benefício. Como inspetor concursado, dei minha contribuição para meu município. Nunca subi em nenhum palanque de Veveu ou de Leônidas para pedir voto. Quero que apresente alguma imagem minha em palanque para pedir voto”, defendeu-se Moses, após o debate.
“Cadê o dinheiro”
No início do debate, propostas de Ivo e Moses sobre a segurança pública chamaram atenção pela disparidade. Enquanto Ivo prometeu instalar 50 câmeras de segurança na cidade, Moses afirmou que instalará 5 mil e disse que o número apontado pelo adversário é insuficiente para assegurar a vigilância em todos os bairros e distritos.
Ivo citou o total de câmeras instaladas no Rio de Janeiro para a cobertura das Olimpíadas, 1.060 segundo o candidato, e disse que conhece a situação financeira do município e não fará promessas que não poderá cumprir. Moses, em contrapartida, disse que já tem a verba garantida para os equipamentos e enviará, ainda que não seja eleito, R$ 3 milhões de verba de sua cota como deputado federal para a instalação das câmeras.
“Espero que o dinheiro que ele mande chegue, porque ele disse que manda dinheiro para Sobral e o dinheiro nunca chegou. Nem um real, por exemplo, para a Santa Casa, que ele disse que mandou e este dinheiro ainda não chegou. Pode ser que esteja vindo de ré de Brasília pra cá”, alfinetou Ivo.
Moses teve direito de resposta negado para responder a crítica do adversário. Antes, ele e Ivo ficaram debatendo sobre o dinheiro fora dos microfones. Enquanto Ivo perguntava onde estava o dinheiro, Moses dizia que estava garantido e empenhado.
Diante da incessante troca de acusações entre os candidatos, o peessedebista Dr. Guimarães, que disputou a Prefeitura em pleitos anteriores, criticou os adversários: “Sempre tenho dito que nós temos duas candidaturas da situação, uma que assume essa condição, representada pelo candidato Ivo Gomes e a outra que tenta não assumir, tenta fugir, que é representada pelo deputado Moses. É natural que, depois de 20 anos juntos, surjam atritos e acusações. O que Sobral precisa não é desse tipo de discussão, esse tipo de baixaria”, pontuou Guimarães.
Ivo não concedeu entrevista após o debate. Primeiro a sair, o candidato foi recebido pela militância de Moses Rodrigues, que cercou o candidato do PDT aos gritos de “Volta pra Fortaleza”, “por que o senhor não mora em Sobral?”, dentre outras agressões verbais. A assessoria do candidato precisou afastar a militância para permitir a passagem de Ivo até seu carro, seguido pelos apoiadores de Moses. Ivo só transferiu o domicílio eleitoral para Sobral em 2015 e isso tem sido motivo de ataques de adversários.
Em menor proporção, ao sair, o candidato do PMDB também ouviu palavras de ordem e foi chamado de “golpista” por apoiadores de Ivo. Após o debate, moradores da cidade comentavam o nível crítico de acirramento que Sobral vive na atual disputa.
Após o alvoroço durante a saída do debate, através da assessoria, Ivo enviou nota, reafirmando ser uma pessoa “íntegra”. “Na reta final da campanha, em ato de desespero, o candidato golpista do PMDB vem fazendo de tudo pra atingir a minha honra e a minha imagem. A cada ataque dele, reagirei com mais uma proposta pra minha gente de Sobral. A minha campanha foi sempre limpa e propositiva e nada mudará isso”, disse Ivo.
Temas em debate

Apesar de os ataques entre Ivo e Moses terem dominado boa parte do debate, os candidatos também discutiram propostas para o município. Um dos temas mais frequentes foi a questão da saúde. Moses prometeu construir novos equipamentos, um deles exclusivo para o tratamento do câncer. Ivo rebateu a proposta do adversário e disse que Sobral não necessita de novos equipamentos, mas de reforço em atendimento médico e disponibilidade de remédios. Dr. Guimarães disse que fará um “choque de gestão” na saúde.
A geração de empregos, com a atração de novas empresas para a cidade, também foi discutida pelos candidatos. Uma das principais preocupações é a criação de empregos para a juventude. Moses promete criar um novo distrito industrial para atrais negócios. Guimarães ressalta que oferecerá qualificação a microempreendedores. Ivo frisou que usará a influência dos irmãos, Cid e Ciro, para atrair empresários para Sobral.
Os adversários destacaram ainda propostas para a Cultura e a ampliação dos investimentos em grupos locais, oferendo qualificação para que as oportunidades possam gerar renda. Também foram discutidos temas nas áreas de educação – na qual Sobral é referência nacional –, mobilidade urbana, saneamento e apoio a mulheres e homossexuais.

Por Jéssica Welma



PRF prende indivíduo por uso de documento falso

Durante fiscalização de rotina, na data 23/09/2016, na BR 222, no Km 150, em frente ao posto PRF de Irauçuba foi abordado o veículo carreta VOLVO/ FH12/ PLACAS : MSZ1630, tracionando o semi-reboque, carregado com 27 toneladas de açúcar, conduzido por motorista de 32 anos, residente no estado de São Paulo. Foram solicitadas as documentações dos veículos, do condutor e da carga e após apresentação dos mesmos a equipe constatou indícios de falsificação da Carteira Nacional de Habilitação do condutor, fato confirmado após consultas aos sistemas de informações policiais pois a "CNH" apresentada - com indícios de falsificação - constava categoria AE e nos sistemas constava categoria AD. O condutor, devido aos fatos, foi encaminhado à Polícia Judiciária para tomada dos procedimentos cabíveis, sendo então o condutor autuado, pela Autoridade Policial, no Art. 304, do Código Penal - USO DE DOCUMENTO FALSO. Os veículos abordados apresentavam diversas irregularidades vinculadas ao Código de Trânsito Brasileiro, como a falta e ineficiências de equipamentos obrigatórios, mau estado de conservação, não devidamente licenciado, dentre outros, motivo pelo qual foram lavrados os procedimentos administrativos cabíveis e os veículos ficaram recolhidos ao posto PRF para que fosse providenciado em momento oportuno, por parte do condutor e/ou proprietário a sua regularização.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

O desabafo do empresário Armando Carneiro em favor de Avneh Vinny,

"Não estou entendendo mais nada!!!
Estou vendo pessoas criticando Avneh Vinny, os motivos são justos? NÃO!
Aí para tentar descredibilizar o apoio do sobralense Avneh Vinny, resolveram atacá-lo de maneira covarde e sorrateira, simplesmente por não ser o candidato da situação, já que é bem mais fácil e cômodo apoiar quem se encontra no poder, mas, não, ele preferiu se opor aos desmandos daqueles que usam dos bens públicos como se seu fosse.
Agora, se ele tivesse apoiado o candidato de vocês, ele prestava, não é?
Seria outra conversa, não é? Já que vocês atacam todos aqueles que não acreditam mais nesse projeto de poder falido.
Esse discurso de dono da razão e que vocês são os detentores da sabedoria do voto, só tem mostrado o quanto vocês são arrogantes e prepotentes, que usam do que é público, para alcançar os objetivos pessoais, isso fica claro, quando se olha quem o crítica.
Essa atitude de vocês demonstra quais foram os motivos que levaram Avneh, à apoiar Moses. Pois essa política de promessas e ataques se perduram por 20 anos, já deu tempo para conhecer vocês. Ninguém é mais besta!
Avneh, é um cidadão sobralense, conhece os anseios do nosso povo, então, nada mais natural que ele tome partido, pois vivemos em uma democracia, o que lhe dá o direito de escolher e até apoiar o candidato que lhe agrade.
Vocês o acusam de ser mercenário, de se vender, como assim? Quem vota em algum candidato, é por interesse?
Sendo assim, me respondam, qual é o preço de vocês?
Vocês valem tudo isso?
Ou vocês estão vendendo o crescimento do nosso município, à saúde, à educação, à segurança?

É assim que vocês tratam artistas que levam o nome da nossa cidade por todo o país?
Artista esse, que trabalha, que emprega, que aquilo que tem, foi fruto do seu suor.
Mas, isso, não vale nada pra vocês, pois vocês aprenderam à idolatrar políticos profissionais, que nunca deram um dia de emprego à ninguém (Usam o público para acomodar os seus).
Vocês são tão sem respeito ao nosso povo e aos nossos artistas que vocês estão atrás de artistas que não conhecem nossa realidade, não conhecem os anseios do nosso povo, como se eles pudessem dizer o que é melhor, para uma realidade que não é a deles.
Por que vocês não contrataram artistas sobralenses?
Temos tantos, posso citar alguns:
Eduardo Asaf, premiado e reconhecido em todo país.
Tchesco Oliveira, sanfoneiro conhecido e respeitado.
Bergson Bola, baixista respeitado e aplaudido por onde anda.
Banda Mazenir, que por muitos anos leva alegria para o nosso povo.
Flaviany Coelho, que canta e encanta por onde passa.
Ângela Noeme, uma das artistas mais requisitadas.

Eu sei responder... Vocês não costumam valorizar profissionais. Vocês gostam de bajuladores ou de quem tem preço. Vocês não acreditam no nosso povo, acham que à única estrela que brilha, é a de vocês.
Respeitem nosso povo, eles não precisam de pessoas que não conhecem suas realidades.
Avneh Vinny, cidadão sobralense, É MOSES"

CAMPANHA - O senador Tasso Jereissati e o presidente Luiz Pontes têm agenda política no interior do Estado.



Sexta-feira (23/09):
Paraipaba - comício de Dimitri Batista (PSDB) e Clodoaldo Móveis (PSDC);

Paracuru - comício de Ribeiro (PSDB) e Eliabe do Tito (PR);
 Itapipoca - comício de João Barroso (PSDB) e Edísio Pacheco (PHS).

Sábado (24/09):
Redenção - comício de Acélio Freitas (PSDB) e Tarcísio Moura (PR);

Horizonte-  comício de Chico César (PSDB) e Kátia Maia (PSD).

Domingo (25/09):
Em Fortaleza, culto na Igreja Canaã (Passaré) com o candidato Capitão Wagner (PR).

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Eleições em Sobral vai ganhar apoio da Polícia Federal nas investigações de crimes eleitorais

Preocupado com os fatos que estão ocorrendo e com possíveis crimes no pleito eleitoral na cidade de Sobral, o deputado federal Moses Rodrigues (PMDB) enviou nesta semana um requerimento ao Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e um ofício ao Diretor Geral da Polícia Federal, em Brasília, Leandro Daiello, requerendo a presença da Polícia Federal para acompanhar as eleições da cidade. 
O deputado, que é candidato a prefeito de Sobral, requer que a Polícia Federal atue na cidade fazendo a segurança do processo eleitoral e das autoridades judiciárias e eleitorais, promovendo também investigações necessárias visando apurar a possível prática de crime no processo eleitoral. 
No requerimento, Moses Rodrigues relata que fatos preocupantes estão ocorrendo na cidade, onde diversos candidatos têm inflado a população com fatos falsos, levantando calúnias e difamações contra candidatos adversários, o que já tem resultado em alguns casos violência, como, agressões físicas. 
Moses ressalta que o Poder Judiciário e as demais autoridades eleitorais do município estão tendo dificuldades em colocar ordem na situação, diante da limitação pessoal existente. O deputado pede urgência para que a Polícia Federal chegue à Sobral e possa agir nos últimos dias da campanha eleitoral.

Guido Mantega é preso na 34ª fase da Lava Jato

A Polícia Federal deflagrou, nesta manhã de quinta-feira, a 34ª fase da Operação Lava Jato. Entre os alvos da ação está o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega (Governos Lula e Dilma).
Ele não estava em casa, pois, segundo um filho menor, acompanha a cirurgia de sua mulher no Hospital Albet Einstein.
Guido, segundo a Folha e Estadão, acabou sendo preso no hospital depois de concluída a cirurgia de sua mulher.
(Com Agências)

NordesTV encomenda pesquisa para Sobral

Para Sobral mais uma rodada de pesquisa para Prefeito já foi encomendada. Agora é a NordesTV, também chamada de TV Sobral. O resultado da pesquisa deverá ser divulgada no dia 27 e está sendo realizada pelo Instituto ZaytecBrasil. Serão entrevistados 507 eleitores num universo de 130 mil. Os entrevistados serão ouvidos entre os dias 23 e 25, dois dias portanto.

SAAE de Sobral ajuda no desperdício de água

Os vazamentos nas tubulações do SAAE de Sobral no bairro Renato Parente que as equipes de manutenção não encontram há mais de dois meses. Os dois vazamentos localizados pelo blog WILSON GOMES, estão situados na Avenida Mãe Rainha, principal via de acesso. O primeiro fica em frente a uma academia, única do bairro, e, o segundo desperdício de água um pouco mais a frente, depois do Clube dos Comerciários.

 

Corpo de Bombeiros debela fogo na Serra da Meruoca

Após quase três dias de muita determinação em ações de combate a um incêndio que se alastrava nas imediações da Serra da Meruoca, finalmente os heróis do Corpo de Bombeiros de Sobral encerraram suas atividade no combate, veja o recado destinado a toda população: "Acabamos de encerrar o combate dos focos de incêndio na Serra da Meruoca, durante toda tarde uma equipe vai monitorar toda área para acompanhar o surgimento de novos focos".

MPE pede condenação para o secretário de Finaças de Pacujá

O Ministério Público do Estado do Ceará deflagrou, na terça-feira (20), uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa com pedido de afastamento cautelar contra o secretário de Administração e Finanças, Raimundo Rodrigues de Sousa, acusado de lesão ao erário e violar os princípios da Administração Pública. Raimundo Rodrigues é o ordenador de despesas de todas as secretarias do município, além de ex-prefeito e cônjuge da atual prefeita, Maria Lucivane de Sousa.
O ato de improbidade administrativa ficou comprovado no fato de que Raimundo Rodrigues de Sousa vem exercendo atividades de gestor por mais de uma década, sendo reiterada a sua prática de frustrar a licitude dos procedimentos licitatórios ante a realização de despesas sem licitação. Ele é caracterizado pelo promotor de Justiça como “um verdadeiro cacique político no Município de Pacujá”.
Conforme o inquérito civil instaurado, o secretário de Administração e Finanças do Município de Pacujá e ordenador de despesas de todas as secretarias do município, teve diversas contas de gestão desaprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), com e sem nota de improbidade, e quase todas pelos mesmos motivos e fundamentos, qual seja, a realização de despesas sem o devido processo licitatório.
Para o representante do Ministério Público, Raimundo Rodrigues de Sousa não é nenhum aprendiz na atividade administrativa municipal, visto que há mais de uma década exerce tais funções, posto que, além dos diversos cargos de secretário municipal exercidos, ele também já foi prefeito de Pacujá e é marido da atual prefeita. Ademais, o gestor é réu em diversas ações naquele município, dentre elas, ações civis por ato de improbidade administrativa e ações penais pela prática do ilícito previsto no artigo 89, da Lei nº 8.666/93.
O conteúdo probatório da ação aponta para a prática de atos de improbidade administrativa gravíssimos cometidos por Raimundo Rodrigues de Sousa que, reiteradamente, vêm frustrando a licitude de processos licitatórios ocasionando “um verdadeiro prejuízo ao cofres públicos”.
O fato do réu ser o atual secretário de Administração e Finanças do município, bem como marido da atual prefeita e ordenador de despesas de todas as secretarias municipais são obstáculos à instrução processual e à investigação pelo Ministério Público, posto que o gestor pode manipular provas, a fim de influir no mérito da ação.
De acordo com o promotor de Justiça, em virtude do cargo que exerce no Poder Executivo, o secretário tem acesso irrestrito aos documentos existentes na Prefeitura e dispõem de meios para manipulá-los também durante a instrução processual. Além disso, na qualidade de superior hierárquico de possíveis testemunhas, pode fazer com que documentos e informações potencialmente vitais ao esclarecimento dos fatos tomem rumos desconhecidos, tornando impossível uma investigação mais acurada.

Justiça Eleitoral condena irmã dos “Ferreira Gomes”, por propaganda eleitoral negativa



A Justiça Eleitoral já condenou pelo menos por duas vezes a irmã do candidato Ivo Gomes, Lia Ferreira Gomes, que também atua como uma das coordenadoras de Campanha dele à prefeito de Sobral, por propaganda eleitoral negativa postada na Rede Social Empresa Facebook Serviços On line do Brasil. O Juiz André Teixeira Gurgel, que responde pela propaganda eleitoral deste Município deferiu liminar pleiteada e determinou a retirada de uma das postagens feita recentemente por Lia Ferreira Gomes, sob pena de multa diária no valor de R$ 5 mil, em caso de descumprimento de ordem.

Lia Ferreira Gomes tem usado a rede social Facebook para postar vídeo documentário em favor do candidato da coligação “MAIS COMPETÊNCIA, MAIS RESULTADOS” que tem como candidato a prefeito o deputado estadual Ivo Gomes. A decisão da Justiça cabe defesa num prazo de 48 horas nos termos do § 5º da Lei nº 905/97 combinado com o artigo 8º da Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).



DÚVIDA?

DÚVIDA?