Felizes os que observam o direito e praticam a justiça em todo tempo! (SI106,3)

sábado, 29 de julho de 2017

TRF nega pedido e Ciro terá de responder pela língua solta contra Michel Temer

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) terá mesmo de responder juridicamente por ter chamado o presidente Michel Temer (PMDB) de “capitão do golpe” e dizer que ele “fa parte do lado quadrilha do PMDB”. Ciro tentou se esquivar o processo por calúnia movido contra ele, mas o Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região negou o pedido para trancar a ação.
A defesa de Ciro argumentou que “capitão do golpe” foi apenas uma expressão “desprovida do apontamento de um fato concreto e específico capaz de ofender a honra objetiva de alguém”, e o termo “quadrilha” “não possui capitulação legal de crime e nem o associa à prática de qualquer delito”, mas a desembargadora Mônica Sifuentes tem outro entendimento.
Mônica, além de negar o pedido de Ciro para trancar a ação e cancelar a audiência prevista para o dia 22 de agosto, afirmou ainda não ter verificado “ilegalidade na condução da ação penal [por parte de Temer]”.


Com informações, Cearanews7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DÚVIDA?

DÚVIDA?