Ignorar é a forma mais elegante de se defender da maldade. (Fernanda Estellit)

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

MORADORES DO JORDÃO VÃO PODER CONTINUAR BEBENDO ÁGUA COM FERRUGEM

A Câmara de Vereadores de Sobral faz trocadilho, e prefere aceitar "É melhor remediar do que prevenir" do que "É melhor prevenir do que remediar". Por dez votos a favor os vereadores não aceitaram o pedido do vereador Gilmar Bastos, que solicitava ao Ministério Público Estadual que apure com urgência as denúncias do vereador Adaldécio Linhares sobre a qualidade da água que é fornecida para a população da Serra do Jordão. Para o vereador Hermenegildo Souza Neto, é melhor deixar do jeito que está do que parar de vez o fornecimento de água para aquela comunidade caso o Ministério Público encontre alguma irregularidade que impossibilite a continuidade do serviço de abastecimento d'água através de carros-pipas.


O vereador Adaldécio Linhares, autor da denúncia que gerou o pedido de instigação, voltou contra porque também teme a suspensão do serviço e alertou que apesar de ter usado a tribuna da Câmara e as emissoras de rádios para reclamar de água que é distribuída em carros enferrujados, nunca culpou nenhum órgão pelo serviço oferecido à população, mas chama a atenção para os carros contratados pela Defesa Civil do Estado.

Para Gilmar Bastos o erro está no SAAE, que contrata carros velhos para fazer o serviço. Adaldécio se defende. "Se transportar água em carro-pipa fosse um serviço lucrativo, tinha empresário investindo na compra de carros novos. Por isso que quem aparece são esses tipos de carros que prestam serviços em Sobral e outros municípios do Ceará", pontou Adaldécio Linhares.

Votaram a favor da continuação do transporte de água em carros-pipas com ferrugem: Adaldécio Linhares, Gaudêncio, Hermenegildo, Silvio Ávila, Chico Joia, Kaká Linhares, Christianne Coelho, Paulo Vasconcelos, Júnior Balreira e . Contra: Gilmar Bastos, Adauto Arruda, Gegê Romão, Fransquinha do Torto e Dr. Estevam Filho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DÚVIDA?

DÚVIDA?