Felizes os que observam o direito e praticam a justiça em todo tempo! (SI106,3)

quinta-feira, 23 de março de 2017

Deputado Moses Rodrigues diz não ao Projeto da terceirização



A Câmara aprovou na noite desta quarta-feira 22 o projeto de lei 4302/98, que permite às empresas a terceirização de todas suas atividades. A modificação na lei, uma das prioridades do governo Michel Temer (PMDB) foi confirmada com a aprovação do relatório do deputado Laercio Oliveira (SD-SE), que apresentou parecer favorável ao projeto.
A liberação da terceirização foi possível graças a um acordo entre os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
Atendendo aos pedidos de Temer, eles decidiram priorizar o projeto de 1998, aprovado no Senado ainda no governo FHC, para facilitar a aprovação. Assim, foi deixado de lado o texto bancado em 2015 pelo então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Aprovado pela Câmara, este projeto está no Senado, mas ainda não foi discutido.
Nesta quarta-feira 22, a aprovação do PL 4302/98 se deu por 231 votos a favor e 188 contra. Apenas PT, PDT, PCdoB, PSOL, Rede e PMB orientaram voto contra a terceirização total. Todos os partidos da base aliada de Temer, a começar por PMDB e PSDB, votaram a favor do texto.
Confira como votaram os deputados do Ceará: Vaildon Oliveira – sim; Chico Lopes – não; André Figueiredo – não; Leônidas Cristino – não; Aníbal Gomes – sim; Moses Rodrigues – não; Adail Carneiro – sim; Paulo Henrique Lustosa – sim; Cabo Sabino – não; Gorete Pereira – sim; Ronaldo Martins – não; Odorico Monteiro – não;  Domingos Neto – sim; José Airton Cirilo – não; Luizianne Lins – não; Genecias Noronha – sim;

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DÚVIDA?

DÚVIDA?