Felizes os que observam o direito e praticam a justiça em todo tempo! (SI106,3)

sábado, 8 de abril de 2017

Em encontro regional do PMDB, Eunício Oliveira criticou o ex-ministro e o chamou de “batedor de carteira e ladrão”


O senador Eunício Oliveira (PDMB) garantiu, na manhã deste sábado (8), na cidade de Limoeiro do Norte que o partido terá oposição ao governo Camilo Santana (PT) nas eleições de 2018, com candidato ao Governo do Estado e ao Senado Federal nas eleições de 2018. O peemedebista ainda declarou que não fará acordo com Ciro Gomes (PDT), provável candidato à Presidência da República no próximo ano.
“A oposição terá candidato ao governo e candidato na chapa majoritária para senador. Ninguém se iluda, eu saio da política, mas não faço acordo com esse cidadão chamado Ciro Gomes, que só sabe denegrir. Ninguém sabe do que ele vive, mas vai todos os dias para as rádios e televisão denegrir a vida alheia. Eu não me junto com gente desse tipo”, disse Eunício, que já foi aliado aos irmãos Cid e Ciro Gomes durante anos, mas rompeu em 2014, quando tentou ser candidato da situação ao governo do Ceará e não foi atendido.

A declaração foi dada durante encontro regional do PMDB, em Limoeiro do Norte. No evento, o presidente do Senado criticou também a Transposição do Rio São Francisco, afirmando ter ocorrido licitação “mal feita” para beneficiar empresários de Minas Gerais. “Foi feita, por esse cidadão, batedor de carteira, que sai gritando ‘pega, ladrão’, chamado Ciro Gomes”. Ciro foi Ministro da Integração Nacional durante parte do governo Lula (PT), de janeiro de 2003 a março de 2006.  

Cerca de 2.500 pessoas no Encontro Regional realizado no município de Limoeiro do Norte. Recepcionado pelo empresário Adelmo Aquino, o senador Eunício Oliveira comandou o evento, prestigiado por lideranças do Vale do Jaguaribe, Cariri, Centro-Sul, Inhamuns, Litoral Leste e Norte, e Fortaleza.
 Estiveram presentes o ex-governador Lúcio Alcântara, o presidente do PSDB do Ceará, Luiz Pontes, os deputados federais Moses Rodrigues, Vitor Valim, Raimundo Gomes de Matos, Domingos Neto e Vaidon Oliveira, deputados estaduais Danniel Oliveira, Leonardo Araújo, Capitão Wagner, Roberto Mesquita, Odilon Aguiar e o Secretário Nacional de Juventude, Francisco de Assis Costa Filho, além do prefeito José Maria Lucena.

Com informações, Tribuna do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DÚVIDA?

DÚVIDA?