Ignorar é a forma mais elegante de se defender da maldade. (Fernanda Estellit)

quarta-feira, 5 de junho de 2013

NÃO FUNCIONA: Delegacia de Polícia Civil vira caso de polícia

As reclamações pela falta de atendimento, de delegado, de escrivão, de pessoas para trabalhar na Delegacia Regional de Polícia de Sobral, maior cidade da região Norte do Estado, continuam, continuam e continuam... Na madrugada de sábado para domingo, várias viaturas ficaram paradas em frente ao prédio em ruínas que fica situado no Centro da cidade. O motivo, aguardando a presença de um delegado para registrar as ocorrências policiais. Um dos policiais que teve a coragem de reclamar, no caso o sargento PM Mauricio, disse que chegou aquela unidade policial por volta das 22h de sábado, e por volta das 2h da manhã do dia seguinte ainda não havia sido atendido, nem tinha informações a que horas o atendimento iria acontecer.

O pior de tudo isso é que na DRPC, que nada funciona nos finais de semana, nem mesmo o policial civil de plantão sabia informar para onde foi o delegado que deveria estar de plantão. Enquanto as viaturas permanecem estacionadas em frente ao prédio em ruínas as áreas dessas respectivas unidades estão ficando despoliciadas, deixando falha também na outra estrutura de segurança da região. "Coisa lamentável, já que várias viaturas que se encontram aqui na Delegacia paradas - suas respectivas áreas estão descobertas deixando vulnerável a cidade. Sobral pegando fogo, a população precisando das viaturas e não podemos sair, não podemos soltar o preso tendo que ficar até ser feito o procedimento". Disse Sargento Maurício, ao repórter Clevis Oliveira.

Uma hora mais tarde depois de tanta insistência o Cabo PM Nelson, recebeu a informação que o delegado não iria atender pois estava na sua hora de repouso. Estava no prédio da velha delegacia."Nós estamos aqui desde  às 22h. O pessoal da CTTU chegou antes da gente e ainda não foi atendido". Disse o Cabo Nelson do Ronda. 

Uma senhora que estava esperando um procedimento também falou que chegou na Delegacia as 23h30 e já era quase 3h da manhã, e nada tinha acontecido, nem começado. Outra vítima de assalto disse que também estava esperando pelo Delegado que não tinha aparecido até aquele horário.
O Subtenente Edísio, chegou exatamente às 3h e viu que a situação era preocupante com várias viaturas paradas, há várias horas na porta de um prédio velho sem estrutura e sem atendimento.
O Reporter Clevis Oliveira faz um alerta: "Esse caso é muito lamentável, e a gente alerta para o Delegado chefe que veja o que está acontecendo, porque várias viaturas paradas assim por esse motivo, acaba complicando toda uma população. Que a problemática seja vista e apurada" comentou Clevis Oliveira

Um comentário:

  1. Caro Wilson e Clevis OPliveira: O Estado através da Superintendência da Polícia civil há seis meses vem pagando um aluguel, pasmem, de R$6.000,00 de uma casa alugada para a Delegacia Regional da Polícia Civil e até a presente data não foi ocupada pela Delegacia e o aluguel é pago todo mês. Pode? De quem é a culpa? Divulguem para as autoridades tomarem as providências.

    ResponderExcluir

DÚVIDA?

DÚVIDA?