Ignorar é a forma mais elegante de se defender da maldade. (Fernanda Estellit)

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

MOMBAÇA ESCOLHE EUNÍCIO 15, FILHO DA TERRA, PARA O CEARÁ DE TODOS

Da entrada da cidade à praça da Igreja Matriz, Mombaça se vestiu de verde na noite desta quinta-feira, 4, para receber o filho da terra e candidato da coligação “Ceará de Todos”ao Governo do Estado, Eunício 15. Acompanhado de Tasso 456 senador, o peemedebista viu a cidade parar completamente para receber a Caravana do 15 em caminhada e comício. Cerca de 10 mil pessoas prestigiaram as atividades e aclamaram os dois postulantes.
Natural de Lavras da Mangabeira, no Centro-Sul cearense, Eunício tem relação familiar com Mombaça. Foi lá onde nasceu o ex-deputado estadual, ex-deputado federal, ex-presidente da Câmara dos Deputados, ex-presidente interino da República Antonio Paes de Andrade. Foi também onde nasceu a próxima primeira-dama do Ceará, Mônica Oliveira.
Emocionado com a recepção, Eunício lembrou do título de cidadão mombacense que recebeu dez anos atrás da Câmara Municipal de Vereadores. E explicou o porquê de ter decidido lançar-se candidato ao Governo mesmo tendo um mandato a cumprir no Senado até 2019. “A autoestima do nosso povo está enterrada porque não cuidaram das pessoas. Estamos nas ruas para cada homem e mulher desse Estado ter uma oportunidade de escolha. A gente não pode ver o Estado na condição que está hoje e ficar em casa sem fazer nada.”
O peemedebista denunciou desmandos na Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), órgão gerido por Ciro Gomes, irmão do governador Cid Gomes. O sistema de saúde cearense é considerado um dos piores do Brasil. “E quem está dizendo isso não é o candidato Eunício Oliveira, é o Ministério da Saúde. Se deixar esse secretário lá, que vai de dois em dois meses à secretaria e insulta senhoras na fila que reclamam que a saúde não presta, ele vai fazer do mesmo jeitinho que fez quando era deputado federal: das 211 sessões, não presenciou a mais do que 20.”
Eunício assegurou que, no seu Governo, diferente do que acontece hoje, o diálogo será marca constante para ele poder fazer por todos os cearenses o que conseguiu em prol de mais de renegociação das dívidas de mais de 600 mil famílias agricultoras, dos taxistas e vaqueiros (regulamentação da profissão), das empregadas domésticas (com a PEC das domésticas) e da aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE).
Ele lamentou o sentimento generalizado de medo popular diante da escalada incontrolável da violência no Estado. Só em 2013, mais de 4.300 pessoas foram assassinadas no Ceará. “De cada 100 crimes, só seus são elucidados. Os outros 94 ficam por isso mesmo. E a bandidagem fica solta na rua fazendo o que quer. A gente tem que votar a bandidagem pra fora! A gente passa nas casas e todo mundo está trancafiado. O Ceará mudou demais.”
Eunício criticou ainda o modo como a chapa governista tenta ganhar a eleição, atribuindo ao candidato de Cid Gomes o sucesso até de programas e projetos da presidenta Dilma Rousseff, como é o caso da interligação de bacias do Rio São Francisco e do Minha Casa, Minha Vida, que a presidenta visitou ontem, em Fortaleza, para apresentar em seu programa eleitoral. 
“Vão para televisão dizer que está tudo resolvido. Que no Ceará não tem problema de segurança, não tem problema na educação. Está tudo uma maravilha na propaganda dele, com um bonequinho lá dizendo que vai fazer o que o chefe mandar. Esse estado não pode continuar desse jeito. Tasso e eu não temos chefes. A única dona do nosso mandato é a população simples do Ceará.”
Próximo governador com a força do povo, ele assegurou que todas as promessas feitas em campanha serão cumpridas. “Não faço compromisso para não honrar. Por quê estão prometendo agora na televisão? Tiveram oito anos pra fazer e não fizeram. Querem enganar a população de novo  para ficar no poder. É preciso que vocês fiquem atentos. Querem ganhar a eleição mentindo, enganando a população. Não vamos permitir que isso aconteça. Essa não vai ser a eleição dos poderosos. Vai ser a eleição do povo livre do meu Estado.”
TASSO
O candidato senado, Tasso reforçou as críticas à atual gestão estadual. Segundo ele, as indústrias deixaram de vir para o Ceará. “O governador precisa ser um líder que conduz o rumo do Estado e não um pau mandado tirado do bolso de três irmãos. Um homem de cara boazinha, mas sem personalidade, sem liderança. É necessária mudança.”
Para o tucano, o governador precisa ser exemplo aos demais cearenses. “Um homem que pega um jatinho e coloca a sogra e a família dentro pra passar férias com dinheiro do Estado, ele está dando mau exemplo pro povo. Quando o povo vê, pensa: “se o homem faz, eu vou fazer também.”
Prefeito de Mombaça com 86% de aprovação, Ecildo Evangelista Filho (PSD) está com Eunício e pediu ao candidato que, se eleito, fomente a geração de emprego e renda na cidade, especialmente para a juventude. Reivindicou também a construção da estrada que liga o município a Catarina e Arneiroz. “Hoje, nossos jovens precisam ir pra São Paulo em busca de oportunidade. Vamos votar pela mudança e pelo progresso. Mombaça foi esquecida pelo atual Governo”, revelou.

Uma das principais lideranças da região, o candidato à reeleição a deputado federal Genecias Noronha disse que, com Eunício no Governo, o Ceará será marcado pela abertura ao diálogo. “Precisamos de alguém que olhe pro homem do sertão. Eunício é um homem simples. Vai ouvir cada um. Por isso que, por onde a gente passa, as multidões se multiplicam. O povo vai pras ruas. Porque ele e Tasso são candidatos do povo. O candidato governista tem chefe. Tasso e Eunício, não.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DÚVIDA?

DÚVIDA?